emotionalKernelPanic(_01) hardcode

ekp_01
Standard

vou começar a dissecar o projeto emotional kernel panic aqui no blog.

pretendo apresentar todos os passos do projeto, desde as primeiras conversas até o patch do pure-data que foi desenvolvido e também a situação atual da pesquisa.

nessa sessão, vou falar dos primeiros dev/dsp e de tocadas hardcode.

_tocando sem parar

depois de algumas horas conversando sobre possibilidades de capturar emoções do sistema operacional, junto com os camaradas renato fabbri e machado, começamos a investigar algumas possibilidades de construção de som utilizando textos direto pra placa de som.

as primeiras composições foram tocando o xorg.conf e o clássico dmesg

o jeito de tocar é o mais brutal possível, ou seja, mandando todo conteúdo de um arquivo direto pro estômago da placa de som.

**** cuidado com os caixas de som, é melhor deixar mais baixo e ajustar aos poucos:

dmesg > /dev/dsp

tocando o buffer do kernel

cat /etc/X11/xorg.conf > /dev/dsp

tocando a conf da placa de vídeo

cat texto > /dev/dsp

tocando qualquer texto

cat /etc/X11/xorg.conf > /dev/dsp && dmesg > /dev/dsp

tocando duas frases juntas

daí já viu, horas, horas, horas, horas tocando arquivos de textos e mensagens de controle do sistema operacional.

tocar o kernel, vomitar as suas sensações enquanto escrevemos uma poesia, um algorítmo.

_investigando composições

depois de alguns dias tocando sem parar os hardcode, comecei a investigar possibilidades de construir composições desenhando direto num editor de texto do terminal. A partir dessa pesquisa, comecei a notar que todos os elementos do texto influenciavam no timbre, desde a letra usada até a sua forma dentro do texto.

$ vi impressoramatricial.txt

vou
comprar
uma impressora
matricial para
tocar um hardcore brutal

vou
comprar
uma impressora
matricial para
tocar um hardcore brutal

*************************************************************
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
££££££££££££££££££££££££££££££££££££££££££££
¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬

:wq!

$ cat impressoramatricial.txt > /dev/dsp

_tocando em loop

o processo de pesquisa foi costurando outras idéias e surgiram necessidades de estudar mais o bashshell-script para melhorar as composições e ter mais autonomia nas tocadas.

o comando que abriu caminhos foi o while que deixou a tocada menos rígida, possibilitando novas harmonias e tempos.

loop infinito até você parar

while [ 1 ] ; do dmesg > /dev/dsp ; done

while [ 1 ] ; do cat /etc/X11/xorg.conf > /dev/dsp ; done

mistura tudo:

while [ 1 ] ; do cat /etc/X11/xorg.conf > /dev/dsp && dmesg > /dev/dsp ; done

também é possível tocar o arquivo de texto que produzimos:

while [ 1 ] ; do cat impressoramatricial.txt > /dev/dsp ; done

_hard-live-coding

o pulo pra fazer o live coding é simplesmente você abrir numa aba do terminal o while e na outra o editor de texto com o arquivo da composição. alterando o texto e salvando, o som mudará.

o projeto emotionalKernelPanic começou mais ou menos dessa forma.

depois disso, comecei a elaborar um patch no pure-data para abstrair a parte de código e possibilitar uma tocada mais conceitual utilizando qualquer ação do usuário, desde o mexer do mouse até edição de imagens.

nos próximos posts vou mostrar como funciona o patch e como utiliza-lo para fazer a orquestra do seu kernel, como uma conversa particular, você e sua máquina.

m-audio oxygen no ubuntu

Standard

vou deixar registrado aqui uma maneira rápida de subir um controlador m-audio oxygen no ubuntchu.

depois eu preparo um artigo mais completo pra subir midi em qualquer distro.

vamos lá:

1. instale o midisport-firmware

sudo apt-get install midisport-firmware

2. instale o fxload

sudo apt-get install fxload

3. plugue o controlador usb

4. digite lsusb e veja o bus e o device do midiman

deve aparecer algo assim: Bus 002 Device 005: ID 0763:1014 Midiman

5. carregue o firmware

sudo fxload -D /dev/bus/usb/002/005 -s /usr/share/usb/maudio/MidiSportLoader.ihx -I /usr/share/usb/maudio/MidiSportKS.ihx

se ligue no valor 002 e 005, eles tem que bater com o capturado no lsusb.

6. agora é só abri o qjackctl e já era!

abz,..

pdp_v4l2 no pd-extended linux

Standard

Olá!

Depois que comprei um mini-notebook, comecei a pesquisar algumas soluções pros problemas que estou encontrando nas compilações da vida.

A última foi a instalação do pdp_v4l2 no PD.

Essas novas distros estão vindo com o v4l2 e os softwares precisam usar os objetos necessários para rodar vídeo.

Para instalar o pdp_v4l2 baixe o binário:

wget http://eds.org/~hans/pdp_v4l2.pd_linux.bz2

descompacte:

bunzip2 pdp_v4l2.pd_linux.bz2

coloque o binário nos extras do pd:

sudo cp -p pdp_v4l2.pd_linux /usr/lib/pd/extra

agora entre na pasta dos extras e altere a permissão para execução:

sudo chmod +x pdp_v4l2.pd_linux

pronto! agora inicie o pd e chame o objeto, isso deve funcionar.